Zanetti Materiais de Construção


Contratação de Mão-de-Obras

Preferencialmente, somente chamar profissionais conhecidos ou indicados por amigos ou parentes se possível, é bom ver um trabalho pronto.

Utilizar uma equipe que normalmente trabalha para o seu arquiteto ou engenheiro pode ser mais cômodo, mas nem sempre sai mais em conta. Caso outros operários competentes e de confiança sejam conhecidos, verificar com o profissional responsável pela obra se não há empecilhos, fazer a cotação com os dois grupos e então decidir.

Quando se tem um empreiteiro, é ele o responsável pela contratação e pagamento de encargos trabalhistas. Se a administração da obra não contar com esse profissional, é importante estabelecer uma relação contratual por escrito com os operários, especificando o tipo de serviço que se espera deles, o prazo e o valor. Não se deve esquecer de recolher o INSS dos trabalhadores, caso contrário esse valor terá que ser acertado de uma só vez ao requerer o Habite-se à prefeitura, evitando problemas com a Justiça do Trabalho.

Determinar uma forma de pagamento baseada na produção, estabelecendo assim que o pagamento da mão-de-obra ficará condicionado ao cumprimento de determinadas etapas e prazos.


ACOMPANHAMENTO

é importante acompanhar de perto a obra para ter certeza de que o planejamento está sendo cumprido e de que não há desperdícios.

Caso isso não seja possível, deve-se escolher um profissional competente e de confiança para tanto.

Fonte: http://www.construcaoereforma.com.br/artigos/construir.php?id=69

Mais dicas
Contratação de Mão-de-Obras